DE MOLIÈRE PARA UANDERFUL-li

"DE MOLIÈRE PARA UANDERFUL-LI"
   Espetáculo de Clown e Mímica Ativa
 

De Molière para Uanderful-li

 

Roda, Roda, roda..., roda o tempo..., roda a vida...

Na ciranda que se abre, danças dias, dançam horas, dançam lembranças...

Uma viagem no tempo! Uma ciranda no tempo!

Uma descoberta do que se julgava perdido, escondido, acabado!

Solo com a atriz Vanderli Santos e direção de Alberto Gaus,

 

"De Molière para Uanderful-li", é um espetáculo resultante das pesquisas realizadas no Solar da Mímica, que entrrelaça as técnicas de Clown e da Mímica Ativa.

 

Ficha Técnica:

Autoria e interpretaçao: Vanderli Santos
Direçao: Alberto Gaus
Cenografia, Adereços: Vanderli Santos
Trilha Sonora: Grupo
Realizaçao: Solar da Mímica

Veja fotos do Espetáculo

 

De Molière Para Uanderful-li

Com base na simplicidade cênica e buscando uma maior presença do ator,  o  espetáculo De Molière para Uanderful-li, da Cia Solar da Mímica, se faz com a platéia.

Em cena uma atriz, uma barraca de tule que representa seu pequeno mundo e alguns objetos espalhados são o suficiente para uma hora de espetáculo no qual a personagem se encontra perdida no tempo, estrangeira de tudo, até que se vê diante de um (nariz) que lhe mostra um “outro” mundo, uma outra forma de ver as coisas, e ela então percebe que não está perdida, mas dançando entre tantas lembranças. Dá inicio a sua jornada pelo passado, lugares por onde ela jamais imaginava que tinham ficado marcados e que tinham mudado suas escolhas, suas direções, seu destino.

Sempre em cumplicidade com a platéia, a personagem consegue revivenciar suas lembranças, mas também arrancar lembranças escondidas em tantos cantinhos de todos nós.

“De Molière Para Uanderful-li” une clown e mímica ativa num espetáculo destinado a todas as idades. Crianças a partir de 5 anos a adultos de 120 são convidados a vivenciar a narrativa de uma mulher  que conta sua estória através de suas lembranças de infância e  interage com o público do início ao fim.

A atmosfera é criada pela mímica ativa, desenvolvida por Alberto Gaus – diretor do espetáculo – na qual intérprete e gestos estão a serviço da criação de ambientes imaginários denominados por ele de “salões”.  Esses “salões” recebem maior destaque do que o ator e seus gestos, proporcionando ao público uma constante sensação de participação.

Vanderli Santos – autora e intérprete desse espetáculo e co-fundadora do grupo Solar da Mímica & Cia, que também é o primeiro centro de pesquisa e difusão da mímica e pesquisa do Teatro Ativo no Brasil, que é  uma linguagem inédita.

 

Grupo Solar da Mímica

O Solar da Mímica é um grupo que vem pesquisando a mímica e suas relações híbridas há 14 anos. Com repertório de espetáculos fundamentados na pesquisa do Teatro Ativo, criada por Alberto Gaus, e desenvolvida pela Cia., que são apresentados pelo Brasil e mundo, em diversos festivais e encontros de teatro.

Alberto Gaus já pesquisa há 30 anos e há 15 fundou o Grupo com a atriz Vanderli Santos.

O Solar da Mímica também é um Centro de Pesquisa do Teatro Ativo, primeira escola do gênero no Brasil, que oferece cursos de Mímica Ativa e Clown e consciência corporal em regime residencial.

Site: www.solardamimica.com.br